Aqui você encontra a arte de contar histórias (storytelling)
entrelaçada à educação, literatura, brincar, educação ambiental e cultura de paz.

Ler ou contar histórias? Ou como a nossa história pessoal pode quebrar barreiras


Contação de Histórias e Mediação de Leitura com Fabio Lisboa na Biblioteca de São Paulo – Foto: Bianca Tozato
 Por Fabio Lisboa


Como dar voz à palavra escrita? Ler ou contar histórias? Como incentivar a leitura? A resposta parece óbvia: lendo!

Todavia, a resposta pronta de quem sente na mente (e na vida!) os benefícios da leitura, pode ser diferente da resposta dos que não se sentem assim diante da cultura letrada. Michèlle Petit, antropóloga e pesquisadora especialista em incentivo à leitura na França e na América Latina aponta obstáculos econômicos, sociais, culturais e mesmo psicológicos.

Oficina Contar Histórias em 5 Es 2017

Dos Livros e Oralidade à Performance e Empatia

Como encontrar pérolas num mar de histórias... Como fazer textos e imaginação saírem dos livros... Esta palestra-oficina descortina o que está por trás de um conto bem contado apoiada por bibliografia prática e conceitos teóricos baseados em 5 Es.

Aproveite o último curso do ano para começar com o pé direito ou se aprofundar na Arte da Palavra - desde a mediação de leitura e contação de histórias ao impacto de nossas memórias pessoais na narrativa.


Incluso: certificado e mini-apostila on-line.
Duração total da Oficina: 3h
Data: segunda-feira, 11 de dezembro de 2017
Horário: das 18h30 às 21h30
Local: Livraria Martins Fontes - unidade Paulista - Av. Paulista, 509 - Fone: 2167-9900 (próximo à Estação Brigadeiro do  Metrô). Convênio com desconto no estacionamento: Rua Manoel da Nóbrega, 88 ou 95. Primeira hora: R$ 7,00 (nas compras acima de R$ 10,00 na livraria).

São Paulo: Cidade Líquida, Histórias Cristalizantes

Imagem: Luiz Vilela Carmelo Gentil Filho -1955 São Paulo antiga
Contos são como partes de um grande diamante que caiu do céu e se quebrou em mil pedaços em tempos imemoriais. Todavia, até hoje, mesmo nas cidades líquidas - como na megalópole paulistana - conseguimos encontrar partes deste tesouro cristalizado pelo tempo. Mesmo sendo inundados por frágeis e descartáveis relações humanas, nesta apresentação artística de narração teremos tempo de cristalizar laços afetivos e sonhar com que queremos ser: Um contador de histórias que quer mudar o mundo, uma vovó que quer comprar um pedaço de paisagem na cidade, um sábio que quer apenas voltar a ver o brilho da Lua...

Ângela-Lago: legado


Por Fabio Lisboa

O céu está em festa. Lá, Ângela-Lago. Aqui na terra, nós e a literatura infantil ficamos sem uma grande aliada, ilustradora e autora. Suas histórias e ensinamentos ficam.

A$$OMBRAÇÕES DA CIDADE

Imagem: Ângela-Lago
Por Ângela-Lago

Se você acha que assombração é coisa do interior, saiba que perto do Cemitério do Bonfim, em Belo Horizonte, tem uma defunta que adora andar de táxi.

Vira e mexe ela aparece jovem e loura, toma um carro na rua e indica o endereço da casa onde morava. Quando chega, avisa que está sem dinheiro e pede que o taxista espere um pouco, enquanto ela vai lá dentro buscar.

Livros grátis Itaú 2017 - Coleção Itaú Criança


Peça Grátis
Clique e peça a sua coleção Itaú de livros infantis grátis 2017 *:
https://www.itau.com.br/crianca/pratique/

Clique e Curta a fanpage do Blog Contar histórias
leia on-line contos para todas as idades e saiba mais sobre a arte de contar histórias:
http://fb.me/Fabiolisboacontarhistorias

* Preencha os dados, clique na caixa cinza “próximo”, que fica abaixo e à direita da tela, e aguarde a mensagem de “efetivação com sucesso”. O envio é feito em 25 dias úteis, ou seja, depois de meses você recebe, mas se visualizou a mensagem de efetivação cedo ou tarde, você recebe a coleção. Quando não há mais estoques não é possível preencher a ficha e nem solicitar a coleção de outra forma.

Depois de solicitar, volte e viaje nas informações abaixo desta e de outras coleções

Obs: 
Queridos leitores do blog e interessados nos livros da Coleção Itaú,
Gostaria de deixar claro que apenas divulgo o importante projeto do Banco Itaú mas não faço parte da administração do mesmo. Portanto, não posso ajudar quanto a problemas técnicos quanto ao envio do formulário e-ou recebimento dos livros, envio de grandes quantidades nem tampouco tenho o contato dos administradores do projeto. Não é possível solicitar coleções antigas. Só é possível solicitar enquanto durarem os estoques. 
Peça seus livros grátis da coleção Itaú 2017 e saiba mais em www.itau.com.br/crianca Fique atento e não perca a data, que, geralmente, se encerra no último dia do mês de Outubro.


A Coleção Itaú Criança 2017

Storyteller Internacional Antonio Rocha no Brasil


Storyteller Internacional Antonio Rocha em São Paulo

Em breve passagem pelo Brasil, o ator, narrador e mimico Antônio Rocha, que reside há quase 30 anos nos EUA, iria compartilhar na Casa da História um pouco de sua pesquisa, que envolve teatro, mimica e narração de histórias.

Narração Eloquente
Oficina de Contação de Histórias com Antonio Rocha

Oficina Narrando Clássicos, Vivendo Contos de Fadas

Workshop com Fabio Lisboa

Nesta oficina, contos de fadas - tanto os famosos quanto os pouco conhecidos - são narrados pelo palestrante e participantes de formas atuais e cheias de sutilezas, interações e riqueza de interpretações. Os contos são entremeados por teorias, práticas e segredos da arte de contar histórias. Os participantes são convidados a (re)contarem histórias da tradição oral, da literatura clássica e contemporânea bem como exercitam a capacidade de transformar acontecimentos pessoais em contos maravilhosos. A experiência se completa com o entendimento dos contos de fadas reais do nosso tempo e a possibilidade de alargamento do tempo ficcional pessoal em vista do “viver feliz para sempre”.

Incluso: certificado e mini-apostila.
Duração total da Oficina: 3h30
Datas: sábado, 24 de junho de 2017
Horário: das 9h às 12h30
Local: Espaço Harmonia na Terra - Rua Herculano, 288- Perdizes (próx. ao metrô Vila Madalena)

Inscrições:
contato@harmonianaterra.org (assunto: CONTO DE FADAS).
fone.: (11) 99189-7133 whatsapp

Abrindo uma nova estrada



Recontado por Fabio Lisboa

Houve um tempo - esperamos que não o nosso - em que os velhos eram considerados um peso para a sociedade. 

Um rei - ele mesmo já um velho - também queria se livrar deste peso. Visto que ele próprio não seria enquadrado no que quer que fosse decretado pelo rei pois naquele reino as leis para os nobres e pobres eram bem diferentes, baixou o decreto de uma lei que obrigaria os velhos - ressalte-se bem, os velhos plebeus - a trabalharem até estarem perto do fim da vida.

Acontece que aquele fora um ano de seca e escassez, tanto meteorológica quanto cooperativa e intelectual. E daquele jeito, nem o trabalho de todos estava dando conta de fazer o reino próspero, sustentável e, principalmente, feliz. Então o rei complementou a sua ideia:

- Já que quase não tem força para o trabalho, os velhos devem trabalhar mais tempo que os jovens para compensar a sua fraqueza - argumentou, digo, decretou o monarca.

Todavia, um dos mais respeitados agricultores do reino se recusou a expor o seu próprio pai a essa situação. Seu pai tinha sido um grande lavrador mas agora merecia descansar. Em vista da dificuldade que todos enfrentavam na lida com a terra, o filho pediu aconselhamento ao pai, que disse:

- Neste finzinho de ano, filho, comece arando a beira da estrada e continue fazendo isso até o começo do ano novo.

O filho não entendeu a vantagem daquilo mas resolver ouvir o conselho do pai e fez o que ele havia proposto.

Alimento do Corpo, Alimento da Alma


Se a comida é o alimento do corpo, as histórias são alimento para a alma. Nesta sessão, a mesa do ouvinte está farta: Contos da tradição oral e indígenas, histórias sobre a história da alimentação e narrativas pessoais do contador de histórias que, mesmo sendo filho de nutricionista, na infância não gostava de salada e nem de feijão. A apresentação é balizada nos conceitos do Ano Internacional Unesco das Leguminosas (2016), abordando saúde, nutrição, sustentabilidade, segurança e educação alimentar. Um prato cheio, saboroso e nutritivo, para quem quer aprimorar o ditado: “Somos o que comemos”. Afinal, as histórias nos ajudam a ser sempre melhores do que já somos.


Programação:



História: Nasrudin (ainda) em busca da memória






Uma semana depois de Nasrudin visitar o médico em busca de tratamento para melhorar a sua memória:

- Doutor, continuo achando que estou perdendo a memória...
Médico: - Vamos às causas, Nasrudin, quando isso começou?
Nasrudin: - Quando começou o quê, Doutor?

Duas semanas depois...
Médico: - E sua memória, Nasrudin, está ficando melhor?
Nasrudin: - Sim, agora eu já consigo lembrar que esqueci alguma coisa...

História da tradição oral árabe
Reconto: Fabio Lisboa
Post Relacionado

História: Nasrudin em busca da memória