Aqui você encontra a arte de contar histórias (storytelling)
entrelaçada à educação, literatura, brincar, educação ambiental e cultura de paz.

Por que ler todos os dias para o seu filho desde bebê?

Bebê "lendo" / João Marcelo (5 meses). Foto: Léia Carvalho.

Entrevista com uma mãe leitora que cria um bebê leitor

por Fabio Lisboa / Léia Carvalho

Todos os dias, esse bebê da foto, que é o João Marcelo, de 5 meses e meio, tem a sorte de ouvir uma história contada pelos pais. O resultado: ele se acostumou com a rotina, já sabe ouvir, se concentrar, e nutre afeto pelos livros. E fica fácil percebermos que, inclusive, já tem autonomia para manuseá-los! Vejamos o que diz a mãe, Léia Carvalho:
"Achamos muito importante que ele tenha intimidade com os livros."

Por que?
"Nossa intenção é que ele tenha um vocabulário bacana, que tenha facilidade com ortografia e, claro, incentivar sua criatividade e imaginação."
Como?
"Nós lemos pra ele desde a barriga, e ele gosta muito. Lemos uma história todos os dias... e desde sempre e ele já presta atenção!"

Por que acha que os pais deveriam ler para os filhos, Léia?

Histórias Sustentáveis no Dia Mundial da Água



Rio de Histórias, Rio da Vida

Sexta-feira 13...


Sexta-feira 13, à meia noite, numa isolada e escura casa, uma velha toda de preto, com um olhar penetrante, com uma faca na mão...
... passando manteiga no pão.

Parlenda recontada por Fabio Lisboa

Referências

Imagem:

Post Relacionado

O medo e o acolhimento

História: A disputa das palavras

Recontado por Gislayne Avelar Matos

Um homem doou uma moeda de prata a quatro pessoas. Uma delas, um persa, disse:
Com esta moeda, quero comprar angur.

O segundo, um árabe, exclamou:
Que insensato, não vamos comprar angur. Vamos comprar inab.

Oficina Histórias que saem dos livros: Contar Histórias em 5 Es - 2015

Histórias que saem dos livros: Contar Histórias em 5 Es
Oficina com  Fábio Lisboa

Fábula de Leonardo da Vinci


A formiga e o grão de alpiste

Vendo-se levado pela formiga que o encontrara, o grão de alpiste lhe gritou: "Se fizeres o favor de realizar meu desejo de nascer, eu te recompensarei com cem iguais a mim." E assim aconteceu.
Por Leonardo da Vinci
Tradução: Bruno Berlendis de Carvalho

Referências
Livro: Fábulas e alegorias – Leonardo da Vinci (1452-1519) / seleção e tradução de Bruno Berlendis de Carvalho – São Paullo: Berlendis & Vertecchia, 2009, p. 37.

Desenho de Leonardo da Vinci

Posts Relacionados

Fábula Africana: A Tartaruga e o Leopardo

História e Luz para o Ano Novo


"Que os fogos de artifício no céu do Ano Novo
Espalhem a luz do Amor, da Alegria e da Paz
Que as nossas Palavras nasçam destas luzes
E se reflitam o ano todo em nossas Ações"

Fabio Lisboa

História: Dois irmãos e um muro