Aqui você encontra a arte de contar histórias (storytelling)
entrelaçada à educação, literatura, brincar, educação ambiental e cultura de paz.

História: Dois monges atravessando o Rio da Discórdia

Ilustrações: Marie Cameron (in Contos Budistas)
 
Recontada por Fabio Lisboa

Dois monges se preparavam para atravessar um rio, conhecido como o Rio da Discórdia, antes de subirem uma montanha, chamada de Montanha da Fé.

Um deles era novo e o outro velho.

Ao chegarem às margens do rio, os religiosos ficaram ao lado de uma moça muito bem vestida, que também queria chegar ao outro lado do rio, mas com um detalhe: sem se molhar!

Com um olhar, ela pediu ajuda ao monge mais novo.

Este desviou o olhar e seguiu pelo rio.

Simpósio Internacional de Contadores de Histórias 2011



O tema deste ano é “Histórias sem fronteiras da nossa Língua Portuguesa" e tive a honra de ser um dos convidados, apresentando:
 Oficina:
Contar Histórias em 5 Es: Histórias que saem dos livros
Como encontrar pérolas num mar de histórias... Como fazer textos e imaginação saírem dos livros... Esta palestra-oficina descortina o que está por trás de um conto bem contado apoiada por bibliografia prática e conceitos teóricos baseados em 5 Es.

Maratona de Contos:
Histórias em nossa(s) Língua(s) - Por que a “nossa língua” é na verdade feita de “muitas línguas”? Fabio Lisboa conta histórias de influência indígena, lusófona e popular.

O Simpósio

O Simpósio Internacional de Contadores de Histórias é uma ação cultural e educativa que valoriza a arte de contar histórias como atividade espontânea e intuitiva do povo brasileiro e de suas variadas culturas. É a primeira grande iniciativa do gênero no Brasil e visa a formação de platéia e a divulgação e promoção da literatura oral e escrita; atinge todas as classes sociais pela variedade de espaços onde acontece. As ações paralelas objetivam ampliar e democratizar essa arte que está presente em todos os rincões do país.  

O Simpósio chega à sua 9° edição ininterrupta com mesas-redondas, oficinas, Mercado da Palavra e a Maratona de Contos. É idealizado e produzido por Benita Prieto.

Programação do Simpósio Internacional de Contadores de Histórias 2011

VII Festival “A Arte De Contar Histórias” 2011



Ainda dá tempo de aproveitar a programação do festival de contadores de histórias promovido pelas bibliotecas públicas da cidade de São Paulo. De 15 a 23 de outubro de 2011 acontece a sétima edição do Festival “A Arte de Contar Histórias” em 40 bibliotecas, 9 Bosques da Leitura, 5 Pontos de Leitura e 36 roteiros dos Ônibus-biblioteca.

Contar Histórias em 5 Es: Bibliografia e Citações


 por Fabio Lisboa
1º E: Experiência | Citações
 “Como acumulação e cristalização de toda a experiência humana a “cultura” soa estranho à modernidade cujo valor supremo é (...) [buscar] o novo que logo já se tornou velho.”
Gislayne Avelar Matos
A Palavra do Contador de Histórias, p. 168

“Mas [assim a modernidade] é uma condenação a começar sempre do zero. Começando sempre do zero, o destino do homem só pode levar a degeneração de tudo o que seus ancestrais apuram durante milênios de experiências.”
Jean-Claude Forquin
A Palavra do Contador de Histórias, p. 169

1º E: Experiência | Livros
O Ofício do Contador de Histórias - História: [O Mestre e] A Pedra na mão
Contos da Natureza - História: a Lagartixa Irritada
A Casa dos pequenos cientistas
Um saci no meu quintal: Mitos brasileiros
Mitos e Lendas: Origens e Significados

Histórias que saem dos livros


Descortinar o que está por trás de um conto bem contado...

Encontrar pérolas num mar de histórias...

Fazer textos e imaginação saírem dos livros...

É possível dar vida às ideias mais mirabolantes dos autores de livros sem que se perca a qualidade literária e, pelo contrário, o texto adquira novas qualidades?

Refletindo sobre esta mirabolante questão e questionando estas indagativas reticências, ao ser convidado a falar em uma hora sobre a arte de contar histórias para professores e bibliotecários a primeira palavra que me veio a mente foi: técnica.