Aqui você encontra a arte de contar histórias (storytelling)
entrelaçada à educação, literatura, brincar, educação ambiental e cultura de paz.

Sobre o autor


Contador de Histórias profissional e Palestrante há mais de 10 anos. Graduado em Comunicação Social pela ESPM e Letras pela USP, Ludoeducador pela IPA-Brasil (International Play Association - Associação Brasileira pelo Direito de Brincar), mediador de leitura formado pelo CENPEC, pós-graduando em A Arte de Contar Histórias: abordagens poéticas, literária e performática. Palestrante em universidades, UMAPAZ (Universidade Livre do Meio Ambiente e da Cultura de Paz) e em Congressos e Simpósios Nacionais e Internacionais. Storyteller e teacher trainer.  Membro da RIC (Red Internacional de Cuentacuentos / International Storytelling Network).

Autor de: “O Mistério Amarelo da Noite” (livro infantil editado pela WMF Martins Fontes, apoiado pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo - PROAC 2008 e selecionado pela FNLIJ- Bolonha 2010). Autor de Readers (formato Graphic Novels em Inglês) pela Pearson Education, Editor e Roteirista de Objetos Educacionais Digitais pela editora SM.

Participa de projetos em bibliotecas, escolas, ONGs (como o Instituto Brasil Leitor e a Associação Viva e Deixe Viver), livrarias, SESCs, Secretaria de Cultura do Estado (Projetos PraLer, Entre na Roda e pelo Sistema de Bibliotecas), Prefeitura de São Paulo (Coordenadoria de Bibliotecas e CCSP), PNLL (Plano Nacional do Livro e da Leitura) e TV Cultura. Escreve semanalmente no blog Contar Histórias (www.contarhistorias.com.br).

4 comentários:

Educadora Fernanda Diogo disse...

Boa Tarde!
Fabio tudo bem?
Sou Fernanda Diogo, aluna do curso de pedagogia universidade Uniítalo e participei de sua palestra.E adorei! Dê fato à arte de contar historia, como tudo em nossas vidas também vem ao longo dos anos passando por novas adaptações, com advento tecnológico.
Mas nada poderá tirar o glamor da contação de historia tradicional, adoro imaginar e criar eu mesma diversos mundos ao escutar uma historia.
Mas também adora as novas tecnologias e como ela agrega diferentes ferramentas e olhares sobre uma mesma questão e sempre com algo diferente. Realmente adoro.
Portanto fica aqui registrado, meu agradecimento por dividir conosco suas sabedoria e arte, e por não só fazer este resgate da contação de historia tradicional e nos mostrar a história em seu olhar tecnológico.
Obrigada volte outras vezes.

Anônimo disse...

Boa noite, Fábio.
Meu nome é Emília Freitas. Participei hoje da sua oficina no SESC. Atuei como ajudante do mestre (auxiliar de projeção) e aprendi muito. Obrigada pela oportunidade e parabéns pelo seu trabalho. Acabei de enviar o meu final para a história do mistério amarelo da noite. Gostei muito dessa interatividade do ouvinte passar a ser o escritor.
Bjs,
Emília

Fabio Lisboa disse...

Que legal receber sua msg e o seu final, Emília!

Ainda não li, vamos ver se o pessoal da editora me manda logo! Agradeco de novo pela ajuda e espero q as historias e reflexões sobre o contar historias te ajudem em seus projetos (mesmo quando não estiver contando historias,rs)...
Bjs,

Fabio Lisboa disse...

Eu q agradeco as suas palavras de carinho,Fernanda,

E fica o convite caso queria publicar no blog alguma de suas ideias mirabolantes (e tecnologicas ou nao,rs) ao contar historias...
bjs

Postar um comentário