Aqui você encontra a arte de contar histórias (storytelling)
entrelaçada à educação, literatura, brincar, educação ambiental e cultura de paz.

História: Asas à prova de turbulências


Malba Tahan recontado por Fabio Lisboa

O grandioso e moderníssimo navio pesqueiro zarpou e, acompanhando-o, do alto, um magnífico bando de gaivotas.

Em sua primeira grande jornada, o marinheiro ficou maravilhado. Mas logo ele percebeu que nem tudo são maravilhas em alto mar. O navio começou a enfrentar ondas gigantes e, bem à frente, apareceu no céu uma tempestade terrível.

No entanto, graciosamente, o barco furava as ondas - graças a alta tecnologia que, além de impedir a embarcação de afundar, ainda garantia conforto aos tripulantes para se protegerem da chuva que caia cada vez mais impiedosa.

Na cabine, o marinheiro iniciante não tirava os olhos das gaivotas. Compassivo a essas companheiras aladas, comentou com o experiente comandante:

- Capitão, nós conseguiremos superar qualquer coisas neste barco mas e aquelas pobres gaivotas, será que vão sobreviver?

- Pois eu te digo que as tempestades já afundaram muito mais barcos do que gaivotas... veja!

O capitão apontou para o alto e o marinheiro de primeira viagem viu pela primeira vez as gaivotas subirem até desaparecerem nas nuvens da tempestade.

- Deus deu a esses pássaros asas poderosas e agora eles estão voando por cima da tempestade. E vão voar assim até encontrarem o céu aberto novamente...

As invenções humanas com que navegamos podem nos ajudar mas não são páreo para a fúria e as turbulências da natureza. Para enfrentá-las, Deus também nos deu asas. E essas asas chamam-se orações!

Contar histórias e Educar (como fazia Malba Tahan) são formas de oração. Dedicar-se a um ofício de cOração é voar alto, ir além do banal e superar as mais terríveis tormentas...


Referência:
Lendas do Céu e da Terra – Malba Tahan - Ed. Record (A tempestade e as gaivotas, p. 90)

Imagens:
Raden Saleh (Indonesia - 1811-1880) – Sea Storm and a boat (Tempestade e um barco)
Capa do livro Lendas do Céu e da Terra ilustrado por Carles Prunès

0 comentários:

Postar um comentário