Aqui você encontra a arte de contar histórias (storytelling)
entrelaçada à educação, literatura, brincar, educação ambiental e cultura de paz.

I Semana Cultural Árvores Programação





Encontro com as Árvores e Natureza da Cidade




 Fabio Lisboa e o blog Contar Histórias apoiam o evento:
Adentre em Uma Floresta de Histórias na I Semana Cultural das Árvores

(conteúdo abaixo extraído de  http://semanaculturalarvores.wordpress.com/, evento idealizado e organizado por Sandra Siciliano)

SOBRE O EVENTO
Com o lema LUZ + VERDE, a primeira Semana Cultural das Árvores busca fortalecer o pilar ambiental da cidade, promovendo vivências de apreciação e conhecimento sobre a natureza.


POR QUE?
Uma oportunidade de encontro saudável e alegre entre as pessoas, numa das estações mais belas do ano, através de diversas expressões culturais e oportunidade de ampliar os conhecimentos sobre as árvores e natureza nos grandes centros urbanos. Cuidamos sempre melhor daquilo que conhecemos!

QUANDO?
Na semana em que é comemorado o Dia da Árvore (dia 21), Dia Mundial Sem Carro (22) e o início da Primavera (dia 23), onde encontramos a natureza em seu período de maior exuberância.

ONDE?
Parque da Luz – Mais antigo Jardim Público da cidade de São Paulo. Inaugurado em 1825. Era ponto de encontro de famílias, palco para festas, saraus e bandinhas que se apresentavam no coreto. Com cerca de 113 mil m2, em 1981 foi tombado pelo CONDEPHAAT como monumento histórico e paisagístico e passou por um projeto de revitalização que  reergueu o lugar a partir de 1999. Em meio a figueiras centenárias, é possível ouvir o canto de várias espécies de pássaros. Alguns paulistanos aproveitam a sombra das palmeiras reais para fazer caminhadas nas trilhas, que também confirmam sua vocação cultural com as mais de trinta esculturas espalhadas pelas alamedas. A vegetação existente é bem diversa tendo diversos exemplares exótico e nativos, muitas árvores imponentes e de grande valor histórico. Dos animais “habitantes” do lugar – cerca de quarenta tipos – os principais são: chupim, periquito verde, sabiá-laranjeira e rolinha-caldo-de-feijão. Aves aquáticas, como o socó-dorminhoco, dividem espaço com os peixes ornamentais, carpas e tilápias. De volta ao ambiente seco, é bom prestar atenção: pode ser que o visitante se depare com sagüis ou ainda com um dos bichos-preguiça que moram ali.

POSICIONAMENTO
A temática ambiental ganha cada dia mais espaço na vida das pessoas, é notável a mudança de percepção e atitude quando tomamos consciência dos benefícios e riquezas da diversidade natural que ainda habita os grandes centros. Em uma cidade como São Paulo, onde há espaço para uma grande diversidade de eventos culturais, ainda faltava um encontro que focalizasse uma das maiores representantes e símbolos da natureza: as ÁRVORES.

As árvores estão completamente conectadas com a nossa existência, sem a vegetação de nosso planeta não haveria possibilidade de manter-se vida animal como conhecemos. Delas retiramos muitos produtos e subprodutos que fazem parte de nosso dia-a-dia. São fonte de inspiração e simbologia para os mais diversos ritos, mitos e tradições. Todas as pessoas, podem se lembrar de alguma árvore que marcou a sua vida.

Sendo assim, a 1.a Semana Cultural das Árvores, escolhe esta estação do ano como símbolo que representa o acordar da vida natural e celebra, no primeiro Jardim Público da Cidade de São Paulo, o movimento na busca por maior aproximação entre os cidadãos e as árvores que habitam nossa cidade.

Deseja apoiar este evento?
Entre em contato com Juliana Gatti Pereira do Árvores Vivas pelo telefone (11) 3338.0544 ou por email juliana@arvoresvivas.com.br

Adentre em Uma Floresta de Histórias na I Semana Cultural das Árvores


Programação completa 
(clique na imagem para amplia-la)


0 comentários:

Postar um comentário