Aqui você encontra a arte de contar histórias (storytelling)
entrelaçada à educação, literatura, brincar, educação ambiental e cultura de paz.

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS e LUSOFONIA: Histórias em Nossa(s) Língua(s)


Pesquisa, narração e texto: Fabio Lisboa
Na 21ª Bienal do Livro de São Paulo, no estande do PNLL (Plano Nacional do Livro de Leitura), uma vivência de como a literatura e as histórias da tradição oral se relacionam com nossa língua, nosso passado e vida moderna. Rodas Cantadas abrem os ouvidos e histórias de nossa cultura e de diferentes países falantes de língua portuguesa falam ao coração. Um passeio atravessando os mares da língua portuguesa incentivando a leitura e o diálogo intercultural.

Narrativas de diferentes nações e uma comparação entre versões da mesma história permite estabelecer (de forma intuitiva ou explícita) um diálogo entre a língua comum aos países falantes do Português, com suas próprias línguas e culturas ancestrais e contemporâneas.

Faz-se então, por exemplo, um paralelo entre uma história da tradição oral indígena e a sua versão com um final modificado pela tradição popular brasileira. Por que “mudaram” o fim da história? O que a nossa língua e a variação da mesma história nos contam sobre nossas origens e influências culturais? Por que a “nossa língua” é na verdade feita de “muitas línguas”?

No nosso caldeirão cultural da(s) língua(s) das histórias haverá espaço para as mitologias africanas e indígenas e literatura portuguesa em Saramago (em versão fiel à língua – como sempre desejou o autor – mas temperada pela oralidade brasileira), Henriqueta Lisboa, Fernando Pessoa... e brasileiros de Ana Maria Machado à Ziraldo. Não vai faltar também a literatura africana contemporânea representada em contos de Mia Couto de Mocambique, Agualuza e Ondjaki de Angola, entre outros.

Os debates e teorias sobre “a(s) nossa(s) língua(s)”, sobre a chamada “lusofonia” surgem naturalmente no interesse do público infantil (ou adulto) em conversar sobre o tema.

Estes conceitos serviram de base para a pesquisa temática e são como um pano de fundo das histórias que vão aparecer apenas quando (e se) necessário, sempre de forma agradável e dinâmica.


Todos os dias, das 11h00 às 18h00 no estande do PNLL – Av.1 com Rua O
21ª Bienal do Livro de São Paulo - Pavilhão de Exposições do Anhembi - Av. Olavo Fontoura, 1.209 - Santana - São Paulo/SP Telefone: +55 11 2226-0400 - obs: Ingressos: inteira – R$ 10,00 / Meia-entrada – R$ 5,00


Com Fabio Lisboa e convidados especiais como Zenaide Paludo.
Horários de Segunda a Sexta: 11, 14, 16 e 18h
Horários aos Sábados e Domingos: 11, 14, 15, 16 1,7 e 18h

Mais informações sobre o Plano Nacional de Livro e Leitura www.pnll.gov.br
Mais informações sobre histórias: www.contarhistorias.com.br
Mais informações sobre histórias e lusofonia: http://www.fabiolisboa.com.br/2010/08/o-que-e-lusofonia.html
Programação Cultural em destaque na Bienal do Livro 2010

0 comentários:

Postar um comentário