Aqui você encontra a arte de contar histórias (storytelling)
entrelaçada à educação, literatura, brincar, educação ambiental e cultura de paz.

Poema Fernando Pessoa: Liberdade

Ai que prazer
não cumprir um dever.
Ter um livro para ler
e não o fazer!
Ler é maçada,
estudar é nada.
O sol doira sem literatura.
O rio corre bem ou mal,
sem edição original.
E a brisa, essa, de tão naturalmente matinal
como tem tempo, não tem pressa...


Livros são papéis pintados com tinta.
Estudar é uma coisa em que está indistinta
A distinção entre nada e coisa nenhuma.

Quanto melhor é quando há bruma.
Esperar por D. Sebastião,
Quer venha ou não!

Grande é a poesia, a bondade e as danças...
Mas o melhor do mundo são as crianças,
Flores, música, o luar, e o sol que peca
Só quando, em vez de criar, seca.

E mais do que isto
É Jesus Cristo,
Que não sabia nada de finanças,
Nem consta que tivesse biblioteca...

Fernando Pessoa (1934)

Fernando Pessoa
Nasceu em Lisboa, freguesia dos Mártires, em 13 de Junho de 1888.

Fernando Pessoa ao Vivo
Dica de espetáculo sobre Fernando Pessoa para escolas, interpretado (há 24 anos!) pelo ator criador do Teatro Mambembe de Repertório, Ayrton Salvanini: http://ayrtonsalvanini.com.br/oldsite/  http://ayrtonsalvanini.com.br/oldsite/adultos/fernandopessoa.html

Imagem
Camiseta design da Partida Lagarta Fugida

Poemas on-line
Livros Infantis

Autor(a): Jakson de Alencar (org.)

0 comentários:

Postar um comentário